ENDOCRINOLOGIA e METABOLOGIA / tratamentos

Reposição hormonal

A reposição hormonal é uma terapia destinada aos pacientes que por motivos intrínsecos (próprios) ou extrínsecos (externos) possui deficit (queda) da quantidade de um determinado hormônio na corrente sanguínea.

 

Essa queda pode ocorrer no envelhecimento ou mesmo na juventude, cabendo ao endocrinologista diagnosticar por sintomas ou por rastreamento.

 

A reposição Hormonal pode ser realizada por via oral (boca), injetável (endovenosa, intramuscular ou subcutânea), tópica (aplicação sobre a pele) ou inalatória (pelo nariz), sendo a indicação medica baseada na necessidade do paciente e as possíveis apresentações de cada hormônio indicar o tratamento mais adequado.

A menopausa é uma fase natural da vida das mulheres onde há falência (diminuição da função) ovariana; o corpo produz menos estrogênio e progesterona, o que pode ocasionar sintomas desagradáveis. Baseado nesses sintomas, é elaborada uma terapia de reposição hormonal visando diminuir os problemas ocasionados por esta fase.

 

O tratamento é realizado com doses de estrogênio e progesterona por via oral ou transdérmica (adesivos sobre a pele, gel ou implante) segundo a necessidades de cada indivíduo.

O Hipogonadismo masculino é uma doença com alta incidência na população geral, e, principalmente, com grande prevalência nos pacientes com diabetes, sendo importante que o medico endocrinologista realize rastreamento a fim de proporcionar um tratamento mais adequado e completo ao seu paciente.

A terapia de reposição hormonal, assim como na mulher, pode se realizar por via oral, transdérmica ou intramuscular.

Instagram

Reposição hormonal

Tipos de reposição hormonal

Reposição hormonal na menopausa

Reposição hormonal e câncer